Hungry & Foolish 01 – Como ser o melhor do Brasil no que você faz, com Stéfano Falcão (Advogado na área do Direito do Entretenimento)


No primeiro episódio do Hungry & Foolish o convidado é o Stéfano Falcão, advogado da área de direito do entretenimento.

Especificamente, uma das principais referências nacionais como advogado no nicho de audiovisual, games e influenciadores digitais, tendo como clientes de grandes empresas globais e influenciadores com dezenas de milhões de seguidores que você com certeza conhece.

O Stéfano teve uma jornada pouco tradicional. Começou fazendo faculdade de direito, abandonou. Mudou para teatro, abandonou. Mudou para cinema, e também desistiu. Testou um tempo como ator, à frente do palco, mas foi nos bastidores onde encontrou um nicho que gostava e que poderia ser bom: o direito do entretenimento.

Stéfano decidiu voltar para o curso do direito, começou a fazer estágio em um escritório, e passou os 8 anos seguintes focando em ser um dos melhores do Brasil no que faz. Hoje ele é sócio desse escritório, e se tornou um dos advogados mais conhecidos do Brasil no ramo.

Apesar de ser uma área completamente diferente da minha e, provavelmente, da sua, o Stéfano tem muito a compartilhar sobre como sair do zero, e chegar a ser um dos maiores do Brasil no que faz.

Como o Stéfano conseguiu encontrar um nicho para focar, e dedicou anos da sua vida com a missão de ser referência nacional no que faz? Ouça a entrevista para descobrir!

Principais assuntos discutidos no episódio:

  1. Como lidar com a indecisão entre potenciais carreiras
  2. A utilidade da faculdade, especialmente em um caso que direito no nicho de audiovisual, games e influenciadores digitais não é um nicho discutido na academia
  3. Sobre a necessidade de ser workaholic
  4. Aprendizados de áreas não convencionais (como teatro e cinema), para áreas mais “quadradas”, como o direito
  5. Como aprender sobre um tópico que há poucos anos não existia, como é o caso de direito no ramo de influenciadores digitais
  6. Quais habilidades foram necessárias para chegar no nível de reconhecimento atual (destaque para a habilidade de sentar numa mesa de bar para trocar ideia)
  7. Como lidar com o possível arrependimento de “e se eu tivesse ator”, “e se eu tivesse seguido outra carreira”, etc

Gostou do episódio, e quer seguir os próximos passos ou falar com o Stéfano?

Conecte-se com o Stéfano Falcão no LinkedIn

Acesse o site do escritório do Stéfano, Drummond & Neumayr Advocacia

Tem algum feedback ou sugestão de tema ou convidado para os próximos episódios?

Quero muito te ouvir, para melhorar a qualidade dos episódios sempre. Me mande um e-mail no [email protected] ou entre em contato através de alguma dessas redes sociais: